31 de ago de 2008

Domingo febril e débil

Post it de geladeira até o fim do ano.
- sair de uma rotina amorosa.
- providenciar adega de Almadén e uma vitrola (urgentíssimo).
- parar de ouvir LH, González, Mogwai ou qualquer groselha que soe o que me deprime
.
- não achar que tenho um problema em me relacionar com elas.
- comprar a porra da escaleta.
- fugir do óbvio.
- repensar ou recriar opções carnais.
- jamais ter como opção virar eunuco.
- parar de compartilhar tristeza via qualquer mídia.
- achar alguns livros do Manoel de Barros e me afogar neles.
-
comprar qualquer brinquedinho da Apple até o fim do ano.
- conhecer outra forma digna de ganhar dinheiro.
- marcar uma lobotomia se necessário.
- arranjar viagens não-mentais e prazerosas.
- descobrir que dormir cedo, às vezes, também é saudável.
-
comprar um Vans vermelho e uma luminária pro quarto.
- presentear amigos de alguma forma.
- voltar a ter esperanças no mundo, na vida, na música, no amor...

- não fazer promessas.
- descobrir algo que eu goste muito e me apaixonar por isso ( claro que não vale pessoa).

vamos lá. 3 meses, bróder.

23 de ago de 2008

"Mini-mistério"

ela é estranha.
nunca me prende.
não me aceita, não me devolve.
ela fica girando.
eu perco o foco, sinto um cheiro, desenho um coração no guardanapo.
enquanto assobia, enxergo as notas pulando de sua boca.
ela é um mundo bonito.
ela corre e suas pernas obedecem satisfeitas.
ouço Gal e fico pendurado, quase caindo, caio.
eu não quero ser salvo.
no sonho eu fico pelo pescoço dela.
doce tudo que vejo.
difícil me soltar num grito.
melhor o som rouco que ela tanto gosta ali, no cantinho certo.
sendo grave em muito, vou sendo.

20 de ago de 2008

Recomendação da semana!

Recomendo muito, mas muito mesmo que escutem um tal de Léo Ferré.
Cantor e poeta, ícone da música anarquista francesa, musicou vários poemas de Baudelaire, Rimbaud, Verlaine, enfim muitos motivos pra se deliciar com a voz e talento desse cara.


Segue link para os vídeos no youtube e que sejam deliciados em doses lentas e saborosas.
http://br.youtube.com/results?search_query=leo+ferre&search_type=

Esse Léo é danado.

18 de ago de 2008

outro denso.

Já nem tinha percebido o quanto havia reparado na profundeza do meu olhar, meio de canto, meio rente ao espelho.
Não me restam outras fugas pela hora.
Refazendo as contas, os
juros que me convertiam a declinar, inverter, duvidar... ía largando na minha própria revolta o desejo de ser outro e nesse outro ter o seguro.
Pela minha mente vejo o passo-a-passo, o largar da saudade, a nostalgia do que nem aconteceu.
Vendo o passado próximo ainda, tranco as feridas, lhes dou nomes, aumento as dores, admiro as cicatrizes, sinto prazeres.
Eu revelo uma vontade extrema de juntar as coisas, de varrer os planos, de botar fogo nas partes, rabiscar paredes, beijar amigos, aumentar o quarto.
Já não faz sentido assim, ser somente só eu.
Não me comparem num tipo meio louco, desviado.
Eu ainda sei muito bem o que quero.

16 de ago de 2008

Eu preciso pensar e dormir mais alguns milisegundos. Só mais alguns...

2 de ago de 2008

Pré-fabricado

Eu tenho um coração gelado, um coração quebrado e cheio de pontas que confundem e rasgam roupa e pele de quem aproxima.
Meu coração é feito queda, não sucumbe, reage, dispara lasers, cala fundo.
Em sua falta me conta casos terríveis, me perturba, desenha frutos oníricos, me afunda a cabeça ao travesseiro, interrompe meus fluxos.
Tenho um coração que aluga o quarto dos fundos, canta baixo ao pé do ouvido, um coração que pratica o virtuosismo de bater em pânico no silêncio do teu céu.
Já não digo ao coração que cansa, eu hoje espero e opero a minha solidão.

proje(c)to

etc.