31 de out de 2008

"- E até quando acredita o senhor que podemos continuar neste ir e vir do caralho? - perguntou.

Florentino Ariza tinha a resposta preparada havia cinqüenta e três anos, sete meses e onze dias com as respectivas noites.

- Toda a vida - disse." pág. 429 e fim.


10 de out de 2008

Desejo antever dúvidas, precipitar torturas, surrupiar as comidas gordurosas, enfrentar o tempo extraordinário.
Pode até ser em meio aos teus cacheados fios - eu em mim - caibo, calado, embaixo da saia solitária, calado, tremendo, colorindo o inverno com Radiohead e chuva fina.

7 de out de 2008

sonho:

Ele decorou um recorte de palavras fixada naquela ponte que passava lá longe.
Foi demorando-se, delirando de passo em passo.
Não restava um pedaço sequer - poderia ver duzentas fotos sem parar e ela lhe teria o mesmo impacto até em cores melhores - contudo, seu rosto sumia, perdendo o foco no fim da vista.
Deixou os embrulhos sob a calçada e sentou pelo meio-fio.
Ele e a cruz.

"Tem uma coisa dentro de mim que continua dormindo quando eu acordo, lá longe de mim."
Morangos Mofados - Caio F.

proje(c)to

etc.